O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 150 - Escrito em: 1994-06-21 - Publicado em: 1994-01-31


CentroIn + Internet


Epidemia no Rio de Janeiro? Uma febre? Moléstia contagiosa? Isso pega?

Pega sim senhor. Agora foi a vez do CentroIn BBS que, desde 19 de janeiro, vem oferecendo a seus usuários registrados nível 20 a possibilidade de enviar e receber e-mail Internet.

Na verdade o Sysop Sérgio Mascarenhas já havia obtido admissão na rede via UUCP no final de dezembro de 93. Mastigador de bits e grande escritor de código, o Sérgio arregaçou as mangas e produziu, em tempo récorde, a ponte que lhe faltava para unir a Internet ao sistema CentroIn. Assim nasceu o CIG (CentroIn Internet Gateway), lançado em sua versão 0.07 alfa, ainda morninha do forno. Trata-se duma alfa que funciona bastante bem, mas como o homem não sossega, já promete uma série de melhoramentos para os próximos releases (pronuncia-se "rilízes").

Destarte, uma usuária registrada no CentroIn de nome Célia Tetéia poderá passar a receber e-mail Internet no endereço: Celia.Teteia%centroin@ibase.br (onde leu @, leia-se o caractere arrôba). O Sérgio, com seu estilo inconfundível, chega a sugerir que seus usuários coloquem seu novo endereço Internet em seus cartões de visita. Ele sabe muito bem o charme e o status que um endereço e-mail no cartão confere ao portador, numa roda de usuários informáticos.

Acompanhar a euforia dos usuários CentroIn desde o anúncio do oferecimento do e-mail Internet no BBS tem sido algo realmente empolgante. A surpresa e o deslumbramento são gerais. O usuário, logo em seus primeiros passos, vai vendo um horizonte imenso se abrindo diante de seus olhos. A possibilidade de comunicação e troca de mensagens com milhões de Interneteiros no mundo inteiro é realmente algo impressionante. Vale lembrar que aquele que possui e-mail na Internet pode ultrapassar os já vastos limites da Net, podendo comunicar-se com outras redes através de gateways já em funcionamento, a saber: All-in-1, America OnLine, AppleLink, AttMail, Bitnet, BIX, CGnet, CompuServe, EasyNet, FidoNet, GEnie, HPcvBBS, JANET, MCImail, NASAmail e PeaceNet.

Consciente do potencial efeito "baratinante" da Net nos usuários, o Sysop do CentroIn já colocou os pingos em alguns "is", advertindo os mais afoitos no sentido de não assinarem listas nem digests na Internet, não exagerarem no download de arquivos via ftp-mail e nem utilizarem a rede para fins comerciais.

Conforme a avaliação do uso do CIG, após esta fase experimental, o Sysop estipulará regras de utilização mais específicas, podendo ampliar ainda mais os serviços oferecidos aos usuários CentroIn, no que se refere à Internet. Uma destas regras poderá ser a adoção de um regime de créditos, como forma de repassar os custos do tráfego Internet aos usuários que o geraram.

Parabéns, CentroIn!


Pegando essa onda de Internet, eis alguns números que mostram a explosão da rede no ano passado. Taxa de crescimento do tráfego Gopher: 997%. Taxa de crescimento do tráfego WWW (World-Wide Web): 341%. (Gopher e WWW são interfaces amigáveis para navegação na Internet). Tempo médio entre duas novas redes se conectando à Internet: 10 minutos. Artigos de jornais e revistas publicados na rede (só nos 9 primeiros meses de 93): 2300. Número de hosts na rede (em julho de 93): 1.776.000. Tempo médio round-trip (ida e volta) de um pacote de dados de uma máquina na Digital Equip. Corp. até a base de McMurdo na Antártida: 640 milissegundos, com 18 hops ("pulinhos" do pacote de sistema em sistema). Número de artigos Usenet postados num dia típico (fevereiro 93): 35 mil. Número aproximado de países alcançáveis via e-mail: 137.


[ Voltar ]