O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 196 - Escrito em: 1994-12-20 - Publicado em: 1994-12-26


Nome novo, vida nova


Você já deve ter notado que o nome desse nosso retângulo mudou. Idéia da Tia Cora, sacando que aqui já se falava mais sobre Internet do que propriamente sobre BBS. Jogando com a sigla deste escrevinhador de meia-tigela e com o endereço típico "user@domain" da Internet, pintou esse nome "C@T", que foi imediatamente aprovado pelo Conselho dos Sábios e entrou em vigência ato contínuo. Passamos por momentos de suspense, é bem verdade, pois durante os estudos para o novo nome da coluna, esteve em tramitação um pedido de patente do símbolo "@". A mamata estava sendo conduzida pela revista norte-americana Wired, que queria faturar aos tubos em cima de todos os endereços e-mail, que necessariamente contêm o referido caractere. Mas no final das contas, a Wired deu com os burros n' água, a patente foi negada e aqui vamos nós, de nome novo. Estamos na terceira edição do C@T, mas isso não significa que romperemos abruptamente com as tradições, abandonando os BBSzeiros à sua própria sorte, isso nem pensar. E para provar o que digo ao pessoal dos BBS, vou tacar-lhes nos peitos uma dica que poderá produzir em suas fuças um reluzente sorriso de orelha a orelha.

Quem circula pelos boards da vida vem notando que os usuários de BBS com acesso à Internet apenas por e-mail costumam trocar amargas mensagens, lamuriando-se por não poderem desfrutar integralmente das maravilhas da grande rede. Ah, dizem eles, ah se pudéssemos fazer um "FTP", um "finger", um "nslookup", ler o "WWW", explorar os newsgroups da Usenet, e isso, e aquilo, e aquil' outro. Pois bem, gente boa, podem parar de resmungar. Já existem diversos servidores na Internet oferecendo serviços valiosíssimos através de puro e-mail. É claro que coisas como "telnet" (conexão remota interativa), "IRC" (Internet Relay Chat - papo online) e "Mosaic" (ligação multimídia em tempo real com o World Wide Web - WWW) não são possíveis via mera troca de mensagens.

Mas, àqueles que querem descobrir novos horizontes na Net a partir de seus adorados BBS, permitam-me recomendar um manualzinho (em inglês) muito esperto que poderá abrir novos e amplos horizontes às suas fuxicações no cyberspace. O nome desta belezoca é "ACCESSING THE INTERNET BY E-MAIL" (ATIBEM) e para pôr as mãos nela, basta enviar e-mail para LISTSERV@ubvm.cc.buffalo.edu, deixando o "Subject:" em branco e colocando no corpo da mensagem apenas o que se segue: "GET INTERNET BY-EMAIL NETTRAIN F=MAIL", sem as aspas - é claro, e em maiúsculas mesmo. "Doctor Bob" Rankin é o autor deste precioso documento, que está sendo oferecido em sua versão 3.0, fresquinha, de dezembro de 1994. Se você tiver sorte, poderá encontrar o manual disponível para download em algum BBS, sob o nome "ATIBEM.ZIP". Quando batí os olhos no bicho, sentí dificuldade em lê-lo direto até o fim, pois a cada parágrafo sentia aquela ânsia incontrolável de experimentar cada dica imediatamente. E tudo funcionou cem por cento. Você, usuário de e-mail puro, poderá se deliciar com FTP, Gopher, Archie, Veronica, Finger, mailing-lists, Whois, WAIS, World-Wide Web e até Usenet - tudo isso offline, mas direto de dentro de seu BBS predileto. E se você nem sabe o que estes nomes significam, trate de conseguir o supra-citado texto, pois nele há uma seção onde se recomenda alguns livros para quem está cru no assunto.

O documento do Doc Bob está causando a maior azáfama no exterior e vem provocando um violento aumento de tráfego e-mail nos BBS's ligados à Internet. É de se esperar que o mesmo fenômeno se verifique cá na terrinha. Segundo o texto, existem cerca de 150 países oferecendo apenas acesso e-mail à rede, ou seja, quase o dobro do número de países permitindo conexões diretas. Assim que este guia começou a se tornar conhecido, o pessoal começou a e-mailar feito doido, querendo abraçar o mundo com as pernas, impulso aliás natural daquele que começa a conhecer a Internet.

Só uma coisinha que (ainda) não está no doc, é o acesso ao NSLOOKUP via e-mail. Mande mensagem para dns@grasp.insa-lyon.fr e pilote este comando à vontade. Se não souber do que se trata, existe um pequeno manual disponível para download em alguns BBS, sob o nome NSLOOKUP.ZIP.


CEP VIA INTERNET: O pessoal da UFRGS/PROPLAN também está oferecendo um interessante serviço através de e-mail Internet. Trata-se da consulta ao banco de dados de CEP (Código de Endereçamento Postal). Utilizar o servidor de CEP é moleza. Basta enviar e-mail para cep@penta.cesup.ufrgs.br. O "Subject:" é desprezado, e o corpo da mensagem deverá ter três linhas, tudo em maiúsculas. Na primeira linha vai a sigla do estado desejado. Na segunda linha deve ser informado o nome da cidade sem abreviações. Na terceira linha, informe o nome completo do logradouro, também sem abreviações. Cumpre ressaltar que o nome da rua deverá incluir eventuais títulos (doutor, general, professor, etc), porém SEM o tipo de logradouro (rua, avenida, travessa, etc). O sistema já foi testado e retestado, mas no caso de você encontrar algum problema, não custa nada dropar um e-mail para a Profa. Liane Tarouco em liane@penta.cesup.ufrgs.br.


SABEDORIA DE OUTRORA: "Não há razão para qualquer indivíduo possuir um computador em sua casa." - asneira proferida pelo (então) sábio Sr. Ken Olsen, presidente da Digital Equipment Corporation, em concorrido discurso por ocasião da World Future Society, em 1977.


[ Voltar ]