O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 237 - Escrito em: 1996-03-05 - Publicado em: 1996-03-11


O caso do gato imoral


Você já deve ter ouvido falar da SurfWatch, que faz um programeto que impede acesso a certos sites suspeitos. Maiores informações em http://www.surfwatch.com e http://www.netnanny.com. O software serve basicamente aos pais e responsáveis desejosos de manter suas crianças internautas longe de sites que possam conter material ofensivo à moral e aos bons costumes, ou seja, sacanagem, terrorismo, racismo e drogas. (Os mais mordazes afirmam que esta proteção excessiva afasta as crianças da realidade, impelindo-as sutilmente a seguirem a carreira política quando crescerem). O famigerado programa funciona com base em palavras e frases suspeitas. Se as páginas de um site contiverem uma destas palavrinhas, dispara o alarme e o acesso é interrompido, ficando o site vedado a futuras visitas por parte do curioso menor impúbere. A intenção é a melhor possível, bem o sabemos. Mas o fato é que uma das páginas que descreve Socks (o gato do presidente Clinton), no tour virtual pela Casa Branca, contem a palavra "couples" (em inglês, casais). Esta expressão subversiva está incluída na lista negra do software caxias, e como resultado, todo o site da Casa Branca ficou bloqueado pelo software. O mal entendido só foi sanado com a interferência direta do Webmaster da Casa Branca. Se houver interesse em visitar a página que foi o pomo da discórdia, o URL é http://www.whitehouse.gov/WH/kids/html/couples.html.


O pessoal já está apostando alto no acesso à Internet pela TV a cabo. A gigante dos videogames, Sega Enterprises, planeja adicionar ao seu console Saturn um equipamento que permitirá aos clientes navegar na Internet, através de TV. O pacote todo vai sair por US$ 100 a mais que o Saturn puro, que custa atualmente US$ 300.


Armou-se o maior furdunço em alguns newsgroups da Usenet porcausa do Cookies (significa "biscoitos"), uma nova facilidade do Netscape Navigator que permitiria ao dono de um site Web acompanhar os movimentos de um usuário visitante e contabilizar o tempo que ele passa nas páginas do site. A discussão começou a pegar fogo porque muita gente não admite ter seus passos monitorados durante a navegação na Web. Esse pessoal exige uma opção no Netscape que desabilite os Cookies, de modo a poder passear nos sites sem ter um vigilante cafungando no seu cangote.


A leitora já deve ter desconfiado que toda essa conversa sobre os terríveis perigos de informar número de cartão de crédito pela Internet é tempestade num copinho d'água. Bem, pelo menos para o cliente. Segundo Simon Garfinkel (não confunda com a dupla sertaneja Simon and Garfunkel), autor de um recente livro sobre PGP, a celeuma sobre a necessidade de criptografia na Internet existe não por causa dos clientes, mas sim para proteger as empresas de cartões de crédito. Lá nos EUA, por lei, se não há assinatura, o cliente não é responsável por coisíssima nenhuma. Se houver assinatura, então a responsabilidade do cliente limita-se a 50 verdinhas e nada mais. Quem segura a batata quente são as companhias de cartão de crédito, que são justamente as que estão lutando por maior segurança na Internet, visando proteger seus interesses.

Portanto, quando a leitora ver estampada em sua telinha Web aquela severa mensagem paternalista do Netscape advertindo que você está tentando enviar informações sigilosas suas pela Web, tipo número do cartão, saiba que é só para lhe aterrorizar. Segundo o nosso Garfinkel, o Netscape só exibe estas mensagens porque está tentando vender servidores criptografados. Assustando o usuário, ele está fazendo propaganda velada de seu produto.


Olhando para meus ombros ainda vejo as valetas causadas pela mochila pesada que me acompanhou nos últimos meses. Se a leitora também é chegada a uma mochilinha, poderá assinar a mailing list BACKPACK-L, ideal para os que adoram chuva, neve, frio, calor, peso, mosquito, morros e cansaço. Falam sobre equipamento, experiências, dicas, grupos e planos. Se seu nome for Serverina Seutomásia, mande email para LISTSERVER@switchback.com, com corpo da mensagem contendo apenas: SUBSCRIBE BACKPACK-L Severina Seutomásia.


Sei muito bem que você agora domina as search engines (máquinas de busca) e já consegue encontrar qualquer coisa que quiser na Web. É fato que já falamos no meta-índice de Brasília, porém nunca é demais uma ferramentinha nova, certo? Pois então conheça o Savvy Search, um sistema experimental de busca que encaminha sua query automaticamente para diversas search engines simultaneamente. No momento a pesquisa é feita em 19 search engines, entre elas: Alta Vista, Yahoo, FTPsearch95, the Virtual Software Library, Excite, Lycos, DejaNews, OKRA e Internet Movie Database. O sistema (quem diria!) tem opção de tela em PORTUGUÊS e permite operações booleanas and/or e pesquisa por frases. Quer testar? http://savvy.cs.colostate.edu:2000/


Maldição da semana, que ouví no Mercado das Flores, semana passada: "Desejo que lhe caiam todos os dentes, exceto um, que vai doer muito".


[ Voltar ]