O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 238 - Escrito em: 1996-03-25 - Publicado em: 1996-03-18


Era tudo alarme falso: a família tá limpa


Dois anos atrás, ouvir falar sobre Internet suscitava sonhos e atiçava a imaginação. Hoje tem até novela abordando o tema e qualquer usuário médio pode ter acesso à rede. Proliferam os provedores de acesso e de serviços, o que tornou a vida da comunidade bem mais fácil. Mas bem sabemos que quando se levanta a luz surge também a sombra, e algumas vezes o usuário acaba recebendo um atendimento capenga, com baixa qualidade de serviços, seja por inexperiência, azar ou mesmo má fé. Numa situação assim, o aspirante a interneteiro se vê no mato sem cachorro. A quem pode recorrer?

É aí que entra em cena o Comitê Gestor Internet Brasil, que está disponibilizando para toda a comunidade Internet brasileira o Serviço de Proteção ao Usuário. Este serviço tem por objetivo registrar eventos visando defender os interesses dos interneteiros no Brasil inteiro. Pense num serviço como o nosso "Prezado Globo", em que o leitor sempre pode, através de cartas, baixar o sarrafo quando se vê lesado de alguma forma. O SPU pode ser acessado através do website do Comitê Gestor, em http://www.cg.org.br/registros/registros.html. A expectativa é que prestadores de serviços nos vários níveis busquem soluções para os problemas apontados. Os usuários em cada uma das categorias deverão enviar seus registros (queixas, registro de eventos, etc) para certos endereços e-mail. O Comitê Gestor se encarregará de postar a mensagem na página Web do SPU, para que a informação se torne de domínio público.

Os eventos se encaixarão em quatro categorias: usuário final, provedor de acesso, provedor de backbone e provedor de meios físicos. Os endereços e-mail para onde enviar suas queixas são, respectivamente: usuario-final@cg.org.br, provedor-de-acesso@cg.org.br, provedor-de-backbone@cg.org.br e provedor-de-meios-fisicos@cg.org.br.

Por estar ainda começando, o SPU ainda não recebeu nenhuma reclamação de usuário final, mas nas outras três categorias o alto nível dos comentários, sugestões e respostas do Comitê é realmente de tirar o chapéu. Questões interessantes foram levantadas, como a celeuma mineira sobre a concorrência entre fundações e empresas da iniciativa privada funcionando como provedores de acesso e o caso de dumping em Londrina, Paraná. Todos os casos apontados já redundaram em providências do Comitê Gestor, que encaminhou os relatos ao Ministério das Comunicações.

Avise seus colegas Internet sobre o SPU, mande email para todo mundo. Não perca esta oportunidade de ouro de fazer ouvir sua voz e cobrar providências. O resultado é que, em pouco tempo, o nível dos serviços Internet prestados vai subir ainda mais.


PROTOCOLO SEGURO: Sempre de olho nas fagulhas geradas na Microsoft, o Sr. Américo Oliveira nos traz a notícia de que a referida companhia está liderando uma iniciativa para redes privadas virtuais (VPN - Virtual Private Networks) na Internet. Juntamente com as empresas 3Com, Ascend, ECI Telematics e U.S. Robotics, a Microsoft anunciou o PPTP (pobre leitora, mais uma sigla para sua imensa coleção, esta significando "Point to Point Tunneling Protocol"), um novo padrão que provê suporte multi-protocolar para VPNs, permitindo a redes privadas estenderem-se com segurança através da Internet, chegando até usuários remotos, sem precisarem mudar seus softwares clientes e eliminando a necessidade de serviços telefônicos de longa distância. É claro que muito em breve esta nova tecnologia está disponível em diversos produtos de acesso remoto dedicado, mas o Windows NT (e qual outro?) será o primeiro sistema operacional a oferecer esta facilidade no núcleo do produto. Como sempre dando banho, a Microsoft gratuitamente disponibilizará em pouco tempo a especificação completa do PPTP na sua página Web em http://www.microsoft.com. Exemplos de código serão distribuídos com o Windows NT Server 4.0. Ah, um pedido para os hackers: favor não obter estas especificações nem estes exemplos visando encontrar furos no sistema, ok?


TUCOWS: Este estranho nome que, traduzido do inglês poderia soar como "duas vacas", na verdade é sigla de "The Ultimate Collection of Winsock Software", um site que deve ser visitado por qualquer usuária Windows que goste de investigar e experimentar os mais recentes softwares Internet relacionados à Web. Se esta descrição se aplica à leitora, aqui você poderá encontrar links para todas as categorias de software Internet e aplicações auxiliares. O endereço é http://www.tucows.com.


[ Voltar ]