O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 253 - Escrito em: 1996-06-26 - Publicado em: 1996-07-01


Acentos para todos os gostos


Que sorte termos nascido nesse país lindo, de natureza exuberante e gente calorosa. Mas esses acentos do nosso idioma, que dor de cabeça eles deram. No início, tempos do velho DOS, a luta ficava em cima da codepage 860. Depois a turma adotou a codepage 850 e agora a Internet está falando, ou tentando falar, de acordo com uma norma conhecida pelo lindo código ISO 8859-1, vulgo "Latin 1". Já tem muita gente, mesmo sem saber, usando direto a norma ISO em seus e-mails. Os processadores de correio eletrônico, muitas vezes embutidos nos browsers, digerem essa norma ISO de forma transparente para o usuário. Na verdade tiram qualquer coisa de letra, graças a um engenhoso padrão que consegue enfiar no corpo de uma mensagem Internet arquivos de quase qualquer tipo. Vale imagem, som, texto acentuado ou em chinês, executável, planilha, em suma, o que você quiser. O padrão chama-se MIME, mas falaremos sobre ele numa outra oportunidade.

Por enquanto, vamos pensar no internauta usuário de PC, que gostaria de poder ajustar sua maquineta para falar ISO 8859-1 o tempo todo. Isso significa ver na tela e poder digitar direto de acordo com esta norma. Melhor ainda seria poder trocar para codepage 850 rapidinho e sem grande sebo. Acontece que um camarada muito talentoso chamado Kosta Kostis <kosta@kostis.net> preparou um lindo pacotinho capaz de realizar essas tarefas com os pés nas costas. Ele desencavou não sei de onde uma tal codepage 819 que é justamente a ISO 8859-1 e escreveu pequenos programas residentes que matam a charada. Vista seu casaco e vá pegar o pacote zipado lá na Finlândia, em http://nic.funet.fi/pub/doc/charsets/isocp101.zip. Ele precisa, no entanto, que você use o programa KEYB do DOS, pois é em cima dele que trabalha o gerenciador de teclado. Se você nem sabe do que se trata, não se assuste, pois a documentação do pacote explica tudo direitinho, fornecendo até as alterações que devem ser aplicadas nos seus arquivos de configuração. A versatilidade e a paciência do Kostas são realmente formidáveis, pois no mesmo pacote ele entrega de bandeja os codepages que ele e seus colegas prepararam na munheca, para os padrões Latin 2 até 6, incluindo hebraico, árabe, grego e cirílico. E mais, se fuxicar um pouco no mesmo diretório finlandês, você irá encontrar até ferramentas para criar você mesmo uma nova codepage em DOS, para algum idioma esdrúxulo qualquer.


Era moda nos Esteites e já pegou aqui também: o Voice Mail. Muitos bancos e estabelecimentos tele-comerciais já usam. Você liga e uma voz gravada, geralmente a de uma dona envolvente e melosa, oferece um menu de opções de processamento. Pressione a tecla "tal" para fazer "tal coisa", e por aí vai.

Acompanhando a tendência, um camarada chamado Tom Collins <collins@ccit.arizona.edu> apareceu na Internet com o menu de opções para um hipotético serviço hot-line de saúde mental. A voz atende e diz: "Se você é obsessivo-compulsivo, tecle 1 repetidamente. Se você é co-dependente, peça a alguém para teclar 2 para você. Se você tem múltipla personalidade, tecle 3, 4, 5 e 6. Se você é esquizofrênico, aguarde: uma pequena voz lhe dirá qual tecla pressionar. Se você é paranóico, não se importe em pressionar tecla alguma. Nós sabemos quem você é e o que você quer. Fique na linha e faremos a localização de sua chamada. Se você é maníaco-depressivo, não importa qual tecla você pressionar, ninguém vai atender."


Essa veio quicando por meio mundo via Internet e nos chegou pelas mãos dos cientistas do ICAD, na PUC-Rio. A história de um SysOp da Novell NetWire atendendo a um telefonema: "_ Departamento Técnico, posso ajudá-lo?", "_ Sim, o suporte de copos de meu PC quebrou. Ainda está na garantia e gostaria de consertá-lo". "_ Suporte de copos?", "_ Sim, fica bem na frente do computador". "_ Desculpe, mas isso não faz parte de nossa configuração. Onde o Sr. comprou o suporte, numa loja, numa feira? Ele tem alguma marca de fabricante?". O usuário responde: "_ Não, ele veio com a máquina mesmo, está escrito 4X".

Se você não é afeito a CD-ROMs nem multimídia, e não sacou nada, escreva para cat@oglobo.com.br para a resposta.


[ Voltar ]