O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 255 - Escrito em: 1996-07-09 - Publicado em: 1996-07-15


Papo Brasil


Se a leitora é chegada a um bate-papo via e-mail, vale a pena visitar o newsgroup soc.culture.brazil na Usenet. É o ponto de encontro na Internet para milhares de brasileiros que residem no exterior, gente que está fora estudando ou trabalhando. A Usenet funciona como um grande BBS mundial, com zilhões de áreas de interesse chamados "newsgroups". Mesmo os que não têm ainda acesso à Internet podem ler o newsgroup brasileiro através de alguns BBS nacionais que ecoam essa área de mensagens.

A maioria dos provedores de acesso Internet oferece leitura e postagem de artigos na Usenet. Mas se você não está pendurado em nenhum desses provedores, procure um servidor de "news" onde você possa ler os diversos newsgroups usando seu Web browser preferido.

Mas e se você não tem browser, provedor, nem quase coisa nenhuma? Só tem mesmo acesso e-mail e telnet. Tem jeito de acessar o soc.culture.brazil? Tem sim. Diversos sistemas pela rede afora são do tipo Freenet, ou seja, de graça. Experimente dar um telnet para vcn.bc.ca ou para nyx.net, e você encontrará um novo mundo, cheio de possibilidades, dentre elas, acesso à Usenet. (Já sei: você quer uma lista completa dos sistemas Freenet. Tome: http://lcweb.loc.gov/global/internet/freenet.html.) Em muitos casos, se você prefere não se cadastrar nesses sistemas, pode continuar sendo apenas um convidado (usuário "guest", "public" ou "new") e continua tendo acesso à Usenet apenas para leitura, ou seja, pode ler contribuições de outros mas não pode postar artigos seus.

Se você não tem acesso de escrita à Usenet e gostaria de postar artigos no soc.culture.brazil, basta enviar e-mail para remailer@replay.com. Defina seu "Subject:" do jeito que bem entender. No corpo da mensagem, na primeira linha, escreva "::" (duas vezes o sinal de dois-pontos). Na segunda linha do corpo escreva "Post-To: soc.culture.brazil". Deixe a terceira linha em branco e comece a escrever sua mensagem prá valer a partir da quarta linha. Tem coisa mais fácil? A propósito, esse remailer do reply.com é apenas um dentre um monte de sistemas de re-encaminhamento de mensagens. Para explorar todas as possibilidades desse remailer, sugiro enviar mensagem para ele com Subject: help. Para encontrar outros remailers, dê um finger em remailer-list@kiwi.cs.berkeley.edu. Atenção especial às possibilidades de mail e post anônimos.


Passeando pelo soc.culture.brazil, encontrei mais um desses usuários procurando na Internet pelo paradeiro dos membros de uma família. Ele estava fazendo um favor para um outro camarada na Rússia que procurava sua gente aqui no Brasil. Dava o sobrenome e pedia para quem pudesse ajudar que abrisse a lista telefônica de sua cidade e passasse para ele os nomes, endereços e telefones de gente com o tal sobrenome. Era domingo chuvoso, eu sem nada para fazer, peguei a lista e passei os dados para o cara. Mas ficou faltando o CEP dos bonecos, onde encontrar esses dados em pleno domingo? Fuça daqui, fuça dali e nada. Ora diacho, fui ao Lycos (http://www.lycos.com) e, batata, encontrei um lindíssimo servidor de CEP (Código de Endereçamento Postal) no endereço http://200.246.21.2:80/cd-cep. Este serviço foi inaugurando em 17 de junho passado e é um oferecimento da empresa Embalagem de Dados Ltda. Eles também fornecem o database de CEP's completo em CD-ROM. Contato e-mail picheng@algarnet.net, ou telefone (011)212-1674 e 815-7331.


Cena de filme de ficção científica: Ano 2020, cidade de São Paulo. Você é carioca, perdidão naquela metrópole. Está perto da estação do Metrô Consolação e quer ir para a estação Patriarca. Correria e tumulto na rua, ninguém pára para lhe ajudar. Você dá de ombros e diz, "tudo bem, me viro sozinho". Olha para seu Swatch-Net (relógio de pulso de pulseira colorida e berrante, com computador, celular e modem embutidos -- acesso à Ultranet, é claro). Pergunta como chegar à estação Patriarca e vê a resposta brilhar no vidro do relógio.

Cena atual: 1996. Você ainda não tem um Swatch-Net, mas basta apontar seu browser para certo site na França: http://metro.jussieu.fr:10001/bin/search/english/brazil/sao-paulo e você pode fazer a mesma consulta, com direito até a um mapinha completo da rede do Metrô paulista. Quer saber sobre outras cidades? Veja http://metro.jussieu.fr:10001/bin/cities/english. E o Metrô do Rio? Ninguém ainda se dispôs a entregar para esses franceses informações sobre as linhas cariocas. Alguma alma caridosa?


[ Voltar ]