O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 275 - Escrito em: 1996-11-26 - Publicado em: 1996-12-02


Um frango perigoso


A Internet está aí firme e forte, mas os BBS continuam cheios e os Sysops não param de dar duro para fazer a alegria de seus usuários. Se o Sr. Sysop freqüenta a Internet, então vale a pena assinar a lista BBS-SUCCESS, voltada às técnicas de sysopagem para sistemas dial-up ou baseados na Web, tipo MetaWorlds e Spinnaker. Os papos rolam sobre esquemas de marketing, novas "doors" de BBS, módulos adicionais e variados assuntos técnicos do ramo. Para assinar, mande e-mail para <listserv@airgunhq.com> com subject vazio e corpo "SUB BBS-SUCCESS seu@endereco.email" sem as aspas.


Quanto usuário ou empresa acabou de preparar uma linda árvore de páginas Web e não sabe como divulgar esse trabalho? Imagine sua homepage fazendo parte de 416 search engines e você enviando e- mail automático anunciando seu novo URL para quase dois mil indivíduos interessados. Isso é possível através de um serviço chamado PostMaster (não confundir com o postmaster do seu site, o administrador de correio-eletrônico do pedaço). Aponte seu browser para <http://www.NetCreations.com/postmaster/> e prepare-se para um mundão de hits na sua página.


Gosta de cinema brasileiro? Então assine a primeira mailing list sobre o assunto, bastando e-mailar majordomo@cinemabrazil.com com subject em branco e corpo "SUBSCRIBE CinemabraSil seu@endereco.email", como sempre sem as aspas. Ou então faça sua assinatura online na Web, em <http://www.cinemabrazil.com/guestbook.html>.

Pode esperar muita discussão e debates sobre o cinema brasileiro, novidades, avisos de cursos, exposiçSes, análises técnicas e apreciaçSes da linguagem cinematográfica. Escreva comentários sobre os filmes brasileiros que você assistiu. Os melhores artigos enviados para a lista serão incorporados, com os devidos créditos, ao primeiro banco de filmes brasileiros na Internet, já visitado por 39 mil navegantes de todo o mundo. Maiores detalhes com o valente Marcos Manhaes Marins <cinemabrazil@ax.IBASE.org.br>, que está divulgando a iniciativa na rede.


O órgão de aviação norte-americano, o U.S. Federal Aviation Administration, preparou uma belíssima homepage, infelizmente já desativada, descrevendo um de seus mais engenhosos dispositivos. O apetrecho visa testar a resistência do vidro do pára-brisa de aeronaves e consiste de uma espécie de canhão que dispara um frango morto em direção ao vidro do avião em teste. O disparo é exato e reproduz a velocidade com que a ave atingiria o avião em vôo. Teoricamente, se o pára-brisa resistir ao teste de impacto da carcaça, então certamente vai agüentar uma colisão com um pássaro num vôo real. Na prática, o engenho funciona perfeitamente, com centenas de testes já efetuados nos EUA.

Estudiosos britânicos que estavam desenvolvendo uma locomotiva super-veloz, encontraram essa homepage e se interessaram pelo canhão de frangos, pensando em aplicar a idéia aos pára-brisas de seu novo trem hi-tech em fase final de projeto. Entraram em contato com a US-FAA, conseguiram um canhão por empréstimo e procederam aos testes. Logo no primeiro tiro, o frango arrebentou o vidro frontal do trem, quebrou o painel de instrumentos, varou a cadeira do engenheiro, feriu dois técnicos e voou até o fundo da locomotiva, espatifando-se na parede de trás, deixando um profundo buraco na lataria.

Os britânicos ficaram completamente perplexos com o surpreendente e violento resultado. Documentaram a cena em detalhe, produziram fotos digitais JPEG, gravaram depoimentos, elaboraram documentos técnicos e mandaram tudo zipado para a US-FAA via e-mail, perguntando o que houve de errado. Os técnicos norte-americanos estudaram cuidadosamente a documentação recebida e responderam, num e-mail seco e direto: "Usem frango descongelado".


[ Voltar ]