O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 294 - Escrito em: 1997-04-16 - Publicado em: 1997-04-14


Pequenas jóias escondidas


Quem já programou sabe o gosto que dá esconder algum segredinho num trecho de código. Pode ser uma opção não documentada, um parâmetro que produza um dump de memória, ou uma palavra-chave que resulte numa mensagem informativa ou mesmo humorística. Fazíamos isso desde o tempo do Cobol, quando ainda usávamos cartões perfurados. A mania continua, só que nos dias de hoje os recursos são bem maiores, o que dá ao programador muito mais liberdade para esses vôos.

Seguindo o velho costume de, na época da Páscoa, enterrar ovinhos no jardim ou escondê-lo pela casa, deu-se o nome de "Easter Eggs" (diz-se "íster égs" - ovos de Páscoa) a essas funções ocultas dentro de software. É óbvio que um Easter Egg aumenta o tamanho do programa, mas quem se importa com isso nos dias de hoje? Quase todo software tem seus meandros ocultos e, seguindo a natureza humana, não tem a menor graça para o programador mantê-los secretos para sempre. Mais cedo ou mais tarde o segredo é revelado a meia-dúzia de pessoas que juram que só vão contá-lo para seus amigos mais chegados. E é assim que o Easter Egg cai na boca do povo.

A leitora já ouviu falar num programa chamado Windows 95? Tem segredinho lá também e vamos reproduzir aqui os passos para a versão em inglês. Vá para o Desktop e dê um right-click (clique com o botão direito do mouse, traduzido por alguns puristas como "dextro-estalido do rato"). Selecione "New / Folder". Você irá dar um nome a esse novo folder. Esse nome deverá ser exatamente (sem as aspas): "and now, the moment you've all been waiting for". Dê um right-click em cima do folder recém-criado e acione o "Rename". Novamente sem aspas, renomeie o folder para "we proudly present for your viewing pleasure". Aplique novamente um right-click sobre o folder e renomeie-o de novo, dessa vez para "The Microsoft Windows 95 Product Team!". É importante digitar os nomes exatamente como aparecem aqui no texto, pontuação e tudo. Em seguida abra o folder com um duplo-click, maximize a janela e divirta-se com os cerca de 12 minutos de créditos num fundo azul nublado de gosto duvidoso. Quem primeiro enviar e-mail para <cat@oglobo.com.br> dizendo o prenome da moça de sobrenome Gates que aparece nos créditos, receberá um brinde especial do caderninho.

Se você tiver à mão o Excel for Windows 95, tem um Easter Egg ainda melhor. Vai exigir paciência e persistência. Abra uma planilha nova e vá descendo seu cursor até a linha 95, Clique no número 95 para selecionar a linha inteira. Pressione <TAB> (a tecla do tabulador) uma vez para mover-se para a coluna B. Selecione "Help / About". Mantenha pressionadas as teclas CTRL e SHIFT, e dê um clique no botão "Tech Support". Vai surgir uma janela chamada "Hall of Tortured Souls" (Saguão das Almas Torturadas). Use as setas para se mover. Tecla C olha para baixo e D para cima. Suba as escadas lá no final da sala e veja a lista de créditos. Mas ainda não acabou, tem mais: desça as escadas de volta e tecle, sem as aspas é claro, "excelkfa". A parede do fundo do salão desaparece, revelando um caminho tortuoso que conduz até um outra câmara onde são mostradas fotos. É quase certo que você vá cair no fosso sem-saída uma meia-dúzia de vezes antes de chegar à câmara, e é aí que entra a paciência. Tem fotos, algumas repetidas, de 10 pessoas diferentes: quantas estão viradas de costas?

Voltando ao Windows 95, se você for tentar esse próximo Easter Egg, salve antes todos os seus arquivos em andamento. Clique no Start, lá embaixo na Taskbar e depois tecle Escape. Pressione e mantenha as teclas ALT e as pontuações "." (ponto), "," (vírgula) e "-" (hífen). Selecione "Move" e você poderá mover a caixinha "Start" para qualquer lugar dentro da Taskbar. Inútil? Decerto. Se quiser outra surpresa, selecione "Close" ao invés de "Move".

Muitos outros programas, nas mais diversas plataformas, também escondem seus Easter Eggs. Infelizmente não há uma lista completa e confiável desses segredos, mas você pode pesquisar por conta própria em http://weber.u.washington.edu/~davidnf/egg.html. Separe bastante tempo livre para fazer uma boa triagem do que lá encontrar.


Acompanhando a onda mundial da clonagem humana, nosso colega argentino Juan Carlos Garelli <Garelli@attach.edu.ar> abriu uma mailing-list para discutir a obra de Aldous Huxley, com ênfase no tópico dos clones humanos e da provável (quase certa) manipulação política que tal tecnologia irá possibilitar. Para assinar a lista, cujo nome é HUXLEY-L, mande e-mail para LISTSERV@MAELSTROM.STJOHNS.EDU com corpo: SUBscribe HUXLEY-L seunomecompleto.


[ Voltar ]