O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 316 - Escrito em: 1997-09-10 - Publicado em: 1997-09-15


Jaca e o anti-hacker


Se a leitora acabou de comprar seu primeiro computador e tem interesse em ser introduzida ao sub-mundo da informática, chegou em boa hora. Nosso colega Marcos Machado <hacker@netgate.com.br> lançou há poucas semanas uma página Web muito boa para quem está engatinhando na arte dos computadores e quer entender um pouquinho melhor qual é o mistério que circunda a figura dos hackers. Toda em português, a página Anti-Hacker <www.netgate.com.br/~hacker/> oferece um apanhado bastante representativo de pequenos textos fáceis de ler sobre o "underground" da computação. Se a leitora quer se defender dos hackers, ou talvez até mesmo tornar-se uma hacker, vale a pena dar os primeiros passos visitando este site.

Aprenda truques, conheça dicas, saiba quais são as diferenças entre hackers, crackers, phreakers, lamers e toda essa (nossa) raça de anormais. Descubra o que há por trás das várias lendas, enigmas e superstições que envolvem esse mundo da computação. Leia conselhos, aprenda métodos e tome precauções. A visita certamente valerá a pena.


Já faz parte da rotina de quase todo interneteiro receber dezenas de peças de junk e-mail por dia. Quando não chegam esses lixos a gente sente até falta. Com o tempo você vai desenvolvendo uma espécie de sexto-sentido e demora menos de 5 segundos para deletar 30 mensagens só pelo cheiro que elas têm. Mas o mais importante, nunca responda a esses junks, nem que seja antendendo ao pedido dos remetentes. Muitos deles lhe exortam a dar o reply indicando no subject: "remove", de modo que você seja supostamente removido da lista. Mas o que acontece, como já disse aqui, é que os caras usam sua resposta como confirmação de que existe alguém de verdade por trás do seu endereço e-mail. Esse dado, para os vendedores de listas de mala-direta eletrônica, é de fundamental importância. Um sujeito desses às vezes possui listas de milhões de e-mails, grande parte dos quais vencidos. Um reply seu, seja lá qual for, transforma o seu endereço em um registro especial, passando a valer muito mais como informação.


Essa popularidade fabulosa da linguagem Java está mexendo com os brios de muita gente grande. Um dos maiores boladores de aplicações da Microsoft, Charles Simonyi, andou dizendo que o Java, a famosa criação da Sun Microsystems, não passa de um modismo. Iguaizinhas a ela já tiveram seus momentos de fama as linguagens Smalltalk, Lisp, Ada e algumas outras que eram ditas revolucionárias e inovadoras em seu tempo, e que aumentariam de forma assombrosa a produtividade dos programadores. Segundo o Charles, vai acontecer o mesmo com Java: será totalmente esquecido. Ele lembrou de um conjunto musical dos anos 60, The Monkees, que emplacou uns poucos sucessos e depois caiu no esquecimento. Puxando a brasa para a sua sardinha, o camarada declarou que, comparando com The Monkees, a Microsoft seria The Beatles. Sujeitinho meio presunçoso. Mesmo porque a comparação está errada, pois ele não comparou a empresa Microsoft coma empresa Sun, e sim com a linguagem Java.

Aliás, falando em Java, recentemente fui convocado por uma empresa de porte considerável para uma entrevista coletiva. Para que o pessoal tomasse pé do assunto, foi distribuído de antemão um release, ou seja, um apanhado de textos sintéticos falando dos produtos a serem apresentados. Um dos tópicos era justamente Java. De repente, um jornalista começou a dar gargalhadas. Mal estar geral. No release distribuído, alguém pilotando mal o corretor ortográfico, trocou toda ocorrência da palavra Java por... Jaca.


Na data de hoje, há 114 anos, nascia em Salvador o Professor Henrique José de Souza, fundador da instituição hoje chamada Sociedade Brasileira de Eubiose. Com sede em São Lourenço (MG) a Eubiose tem departamentos em todo o Brasil e em diversas cidades no mundo. Mantém templos geometricamente dispostos em três pontos do território brasileiro, nos quais há dezenas de anos, é feito um trabalho mágico de transmutação de certas energias provenientes do centro da Terra. Um belo trabalho. Visite a SBE em <www.unikey.com.br/eubiose/>


[ Voltar ]