O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 362 - Escrito em: 1998-07-20 - Publicado em: 1998-08-03


FTP fácil para todos

SERVIDOR NORUEGUÊS LANÇA FERRAMENTA DE BUSCA EM REPOSITÓRIOS FTP


Nosso honorável veterano Jorge Vismara <axe@pelourinho.com> apareceu com uma excelente ferramenta para busca em servidores ftp. Antigamente tínhamos o velho Archie desempenhando esta função. No entanto, com as interfaces cada vez mais camaradas da Web, ficou faltando uma versão que lançasse mão de todo o poder desse canal. Mire seu browser para <http://ftpsearch.ntnu.no>, um site que fica na agradável cidade de Trondheim, Noruega. Essa estupenda máquina de busca roda num Pentium Pro 200 MHz, com 512 Mb de RAM, 40 gigas de disco e sob FreeBSD 3.0 <www.freebsd.org>, um bem difundido sabor de Unix feito para executar em PC. Se você tiver problemas usando a página de busca, o que é pouquíssimo provável, pode usar qualquer cliente 'Prospero' furreca para Archie, tendo como servidor <ftpsearch.ntnu.no>.

O sistema foi originalmente implementado por um abnegado fuxiqueiro chamado Hugo Eide Gunnarsen. Ele observou os dados que transitavam entre um servidor Archie normal e um cliente 'xarchie', visando descobrir os meandros do protocolo utilizado. É claro que teria sido muito mais rápido se estudasse os documentos apropriados, mas qual a graça de fazer as coisas do jeito fácil? As primeiras pesquisas dele foram feitas num PC rodando Linux. Mais tarde, um colega dele portou o sistema para NetBSD. Inicialmente o sistema dependia de hardware especial, mas depois livrou-se desses grilhões com o gateway para Web, escrito como um script cgi-bin em linguagem Perl. Na medida que o site começou a ser pesadamente acessado, tornou-se inviável a versão em Perl, de modo que outro mancebo, Tor Egge, escreveu um servidor httpd para o gateway.

O sistema coleta as listagens de arquivos de um conjunto pré-definido de servidores ftp. A cada 4 dias a varredura é feita em cada servidor, mas o data-set inteiro é atualizado diariamente com as novas informações obtidas a cada busca.

Muitos usuários desavisados indagam o administrador do site sobre como podem cadastrar suas homepages no sistema. A pergunta não se aplica, pois o sistema não armazena endereços URL, ou seja, não cadastra páginas Web. Destina-se apenas a armazenar informações sobre servidores de arquivos downloadeáveis via ftp. Se você for responsável por um servidor que rode ftp anônimo, poderá inclui-lo no ftpsearch, bastando para isso enviar e-mail para <ftpsearch-add@ftpsearch.ntnu.no>, colocando no corpo da mensagem o comando "add" seguido do URL ftp do seu servidor, por exemplo: "add ftp://ftp.leleu.com.br", sem as aspas. Se por algum motivo decidir remover seu servidor da lista deles, mande mensagem para <ftpsearch-remove@ftpsearch.ntnu.no>.

O sistema ainda pode ser bastante melhorado e os criadores estão trabalhando pesadamente nisso. Mesmo assim, já é uma mão na roda. Ah se eu tivesse uma belezoca dessas há uns anos atrás, nos tempos em que ainda era um downloadeador compulsivo de software.

Quando você se decidir a experimentar essa ferramenta, não vá sair pensando que irá conseguir fazer download de todos os arquivos que encontrar nas listagens. As permissões de acesso do Unix às vezes não facultam acesso via ftp-anônimo. Ou então o tal arquivo pode ter sido deletado depois que a listagem tenha sido atualizada por último. Pode também haver sobrecarga do servidor, exigindo que você tente mais tarde, num horário de menor congestionamento.

Para humilhar, o pessoal do ftpsearch está oferecendo em versão Beta uma máquina de pesquisa com (até semana passada) 1 milhão de descrições de arquivos. Quando essa moda pegar, baixar arquivos via ftp vai se tornar um passeio no parque.


[ Voltar ]