O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: 380 - Escrito em: 1998-12-01 - Publicado em: 1998-12-07


Quem não quer um URL curtinho?


Importante: Este serviço foi descontinuado em abril de 2003. NÃO FUNCIONA MAIS.


Novo serviço de redirecionamento vai gerar correria pelos melhores nomes

Muita gente já pode se jactar de ter presença na Web, mas é bem comum que o endereço (URL - Universal Resource Locator) de uma página seja demasiado longo e difícil de memorizar. Como dar um jeito nisso? A resposta é simples: CORRA! Mas correr pra onde? Corra atrás de um redirecionador. É possível renomear o endereço de um site, fazendo um reapontamento de URLs, um "rename" (pron. rinêim). Assim, um URL bem fácil de decorar pode passar a apontar para o seu velho e complicado endereço na Web. No site do Rename.Net <http://rename.net>, você poderá reservar até três renames seus, sem precisar pagar nada. Mas terá que usar seus nomes reservados num prazo de 6 meses, senão dança. Imagine que o nome da leitora seja Monica e que, através de um rename ela se tornasse possuidora do maneiríssimo endereço <http://stop.at/monica>. Não seria o máximo? Pois é exatamente o serviço que este site provê. Evidentemente, caso você deseje ter mais do que três renames, terá que pagar por isso.

Mas como nada nesse mundo da Web é de graça mesmo, a leitora já deve estar matutando como é que os caras da Rename.Net faturam. É simples: para que seus três redirecionamentos funcionem, você terá que exibir em suas páginas principais um pequeno "banner" fornecido por eles. Um banner, para quem não sabe, é um daqueles pequenos retangulozinhos que aparecem nas páginas Web, geralmente anunciando um produto ou um serviço -- uma área da página onde se pode clicar e dali pular para o site do anunciante. Sim, para poder usar seus renames você terá que optar entre: (1) inserir um pequeno trecho em HTML no código da sua página, na modalidade denominada Insert-Ad, ou (2) definir que sua página será chamada num ambiente de frames, ou seja, de modo que sua tela física no browser possa ser subdividida em molduras menores. No segundo caso, a moldura principal exibirá o banner fornecido pelo Rename.Net, mas você como usuária não precisará se preocupar em programar frames na sua página: o Rename.Net faz tudo isso para você de bandeja, é interesse deles. Na fase inicial eles exageraram no tamanho do banner, mas deve ter chovido tanta reclamação que eles se tocaram e reduziram a área do anúncio. Ficou legal agora.

Quando lá em cima eu disse "CORRA!", foi porque quando um novo serviço de redirecionamento é anunciado na Rede, o pessoal sai em desabalada carreira para ver se reserva seu nome ou apelido preferido antes do resto da turba. No caso do Rename.Net, foi um dos próprios fundadores do serviço que me deu a dica, o camarada Richard Armitage <fb91@dial.pipex.com>. Para quem não se lembra dele, o Richard também divulgou os SpaceCubes <www.spacecubes.com> e a Geometrek 3D Solutions <http://geometrek.com>. A propósito, um dos co-fundadores do Rename.Net é o próprio David Brown, o criador dos SpaceCubes. O servidor de redirecionamento de URLs fica nas cercanias de Genebra, Suíça, onde vive e trabalha o David. Segundo a equipe, o rename não impacta de forma violenta o tempo de resposta no acesso a qualquer página, fazendo adicionar apenas cerca de 1 segundo ao delay total. A princípio desconfiei dessa afirmação, mas fiz umas medidas com a ampulheta eletrônica aqui e, em média, os caras estão certos. Se você quiser dar uma visitada num exemplo de rename, vá até <http://catalisando.com>.

Eles estão oferecendo um monte de "verbos" em inglês para você escolher. Assim como o verbo no exemplo acima é "stop", você poderá optar também por: banking, bargain, buy, dine, download, fanzine, faq, find, first, here, join, laugh, learn, listen, multiuser, now, only, out, play, read, resource, sell, stay, swap, try, vrml e watch. Bem, alguns termos não são propriamente verbos, mas você entendeu a idéia. Portanto, a leitora Monica poderia ter, além do <http://stop.at/monica>, dois outros endereços, por exemplo: <http://now.at/moniquinha> e <http://read.at/mpc>. Se você é do tipo exigente e achou que são poucas as opções, fique sabendo que o pessoal do Rename.Net pretende ampliar esse leque de escolhas de verbos muito em breve.

O serviço foi concebido pelo Prof. Michael Wagner, atualmente ensinando informática na Universidade do Arizona, mas natural da Áustria, onde lecionava na Universidade de Viena. Aliás, o sufixo ".at" está para a Áustria, assim como o ".br" está para o Brasil. Eles foram bem hábeis na jogada de usar o ".at" como a preposição "em" do inglês, de modo a montar URLs significativos do tipo "read.at" (leia em). Segundo Richard Armitage, os 28 domínios austríacos custam cerca de US$ 2.000 anuais. O Rename.Net na verdade não é uma idéia nova, pois já existem diversos outros serviços de redirecionamento na Rede. Alguns desses outros fornecedores já contam com mais de 300 mil usuários registrados, mas nenhum oferece esses expressivos verbos em inglês. O Rename.Net já está em contato com poderosos grupos da costa oeste dos EUA para atacar o terreno dos e-mails redirecionados. Esperam chegar à marca dos 100 mil usuários já no primeiro ano. Termine de ler o seu jornal e depois corra para a Web para registrar o seu rename.


[ Voltar ]