O GLOBO - Informática Etc.
Carlos Alberto Teixeira - C@T

Você contrataria esse homem?

Artigo: 492

Aspirante a emprego tem sua fama incrementada via email

Publicado em:  2001-04-02
Escrito em:  2001-03-28

 

"Tendo cumprido integralmente uma sentença de dez anos de prisão, sem incidentes, por ter entrado com 75 toneladas de maconha nos EUA, estou agora à procura de meios legais e legítimos de prover sustento para mim e minha família.

Experiência em negócios: Possuí e operei um negócio de sucesso no ramo pesqueiro, incluindo diversas embarcações, uma aeronave, uma ilha e todo o aparato de processamento da produção. Ao mesmo tempo, possuí e operei uma frota de caminhões para transporte rodoviário de tratores, operando no oeste dos EUA. Durante este tempo, fui também co-proprietário e participante a nível executivo, gerenciando 120 pessoas distribuídas por todo o mundo, numa bem sucedida operação de contrabando de maconha, com faturamento de mais de US$ 100 milhões anuais. Assumi a responsabilidade pelos meus atos e paguei por eles permanecendo preso por dez anos nos EUA, enquanto outros que estiveram comigo nesta operação estão até hoje em liberdade.

Atributos: Sou perito em segurança em todos os níveis; possuo vasto conhecimento em informática; sou elegante, simpático, bem educado, confiável, limpo e sóbrio. Ao longo dos últimos dez anos venho proferindo palestras em escolas para milhares de crianças e grupos de pais sob o tema "As conseqüências das escolhas que fazemos" e recebi por este trabalho o reconhecimento formal da Royal Canadian Mounted Police por serviços comunitários. Sou viajado e falo inglês, francês e espanhol. Maiores informações podem ser obtidas com meus amigos, minha família ou junto ao US District Attorney. Respostas para Box 375, National Post, Classified, 1450 Don Mills, ON, M3B 3R5."

Este foi o classificado publicado no Financial Post de Toronto no dia 23 de fevereiro passado, em que Brian O'Dea, o "profissional" anunciado de 52 anos de idade, ofereceu seus serviços. Recebi o anúncio scaneado de um amigo residente no Canadá, Fred Rego <fredr@aeroinfo.com>. Veja o recorte original em <www.yahoogroups.com/files/infoetc/brian.jpg> com 272 kB.

A iniciativa do Brian ficou ainda mais famosa graças à febre que sobreveio de gente anunciando informalmente a história dele via email para seus amigos e conhecidos, dada a estranheza do caso. E a fama do camarada não pára de crescer. O Reader's Digest está preparando um artigão sobre sua história e ele já foi chamado para diversos programas nas TVs americanas, inglesas e canadenses. Alguns sites de web-TV também já conclamaram o ex-presidiário para chats e debates, como os do programa The Lofters da emissora U8TV <www.u8tv.com>, uma espécie de Big Brother transmitido também via web.

É claro que Brian deu um péssimo exemplo de carreira profissional, mas sua atitude de se expor e publicar o tal anúncio pode fazer muita gente cair na real e tomar uma atitude firme em suas vidas: ousar.


Há pouco mais de um mês, os principais jornais da Eslovênia anunciaram que um rapaz daquele país, de nome Matjaz Rogelj, era o novo campeão mundial de informática, tendo vencido uma competição não-oficial de ciência da computação adivinhe onde -- aqui no Rio de Janeiro. Isso teria acontecido num evento em janeiro e fevereiro do corrente ano. Dois dias depois da publicação, os mesmos jornais tiveram que se desculpar pois era tudo lorota. O tal Matjaz, cujo nome se pronuncia Matias, enganou a imprensa local ao distribuir um press release em que garganteava sua suposta vitória. Motivados pela glória nacionalista, os periódicos não checaram os fatos e apressaram-se em publicar a matéria de bate-pronto. Mas tem mais, o sujeito vinha enganando também o governo esloveno há quatro anos, mamando patrocínio oficial para sua dita preparação para campeonatos internacionais de computação. Desde 1997, Matjaz recebeu cerca de US$ 40 mil do Ministério da Educação, Ciência e Desporto daquele país. O cara, pelo visto, é um patife muito sortudo pois nem no ministério houve alguém que se desse ao trabalho de verificar a documentação apresentada pelo Matjaz, que não era muito diferente dos press releases que enviou aos veículos de imprensa. Durante o período, a Eslovênia teve quatro ministros ocupando a pasta, o que enrolou ainda mais o meio de campo.

Matjaz tem 22 anos e estuda na Universidade de Ljubljana. Assim que descobriu a farsa, o Ministério interpelou Matjaz e exigiu que apresentasse a documentação pertinente, informando em detalhes como aplicou a quantia recebida do governo. O camarada não deu nem sinal de vida e, diante disso, o caso foi levado à polícia de Ljubljana, onde foi decretada sua prisão preventiva. Em 12 de março passado, o vigarista foi preso no aeroporto Brnik, em Ljubljana. Após interrogatório, a polícia liberou o cidadão, pois não tinha elementos suficientes para mantê-lo preso. Foi então entregue à custódia dos pais sem dar qualquer declaração à imprensa.


Se você se interessa por segurança na rede, conheça um dos mais valiosos mananciais de conhecimentos sobre o assunto, as listas grátis especializadas. Uma completíssima relação delas pode ser encontrada em <www.esecurityonline.com/resources/mailinglists.asp>. São cerca de 120 listas com suas respectivas instruções para assinatura.

[ Voltar para o índice de artigos de 2001 ]

[ O Globo | Informática Etc. | coluna mais recente | enviar email
página pessoal C@T
| assinar lista InfoEtc | assinar GoldenList do C@T ]


powered by FreeFind