O GLOBO - Informática Etc.
Carlos Alberto Teixeira - C@T

O mutirão do KaZaA

Artigo: 525

Usuários se unem para trocar dicas sobre arquivos quentes

Publicado em:  2001-11-19
Escrito em:  2001-11-05

 

Só quem começou a navegar na internet usando linha discada sabe dar o devido valor à maravilha que é o acesso bandalarga, mesmo que seja na modalidade chamada "lenta" (128kbps) oferecida pelo Velox da Telemar, entre outros. Historicamente, cada vez que havia um upgrade no mercado com relação à velocidade dos modems, ocorria uma reorganização mental nos usuários, que demoravam um pouco até perceber que podiam realizar online coisas que antes eram impensáveis. A conseqüência imediata era o aumento na capacidade de baixar arquivos e hoje vivenciamos novamente este mesmo fenômeno. Com acesso de alta velocidade, enquanto dorme, a leitora pode deixar sua máquina baixando uma penca de arquivos e pela manhã muitos deles já estarão prontinhos no seu HD. Aliás, para muitos já virou hábito, meia-hora antes de dormir, chamar o KaZaA ou o WinMX e mandar descer um monte de coisas assim meio às cegas, só na base do chute com as palavras-chave. É possível encontrar verdadeiros tesouros nessas pescarias noturnas. Aliás, já que estamos no tema, é importante avisar que foi criada uma lista gratuita chamada KaZaA Brasil (kzbr), cujo objetivo é reunir gente que dê indicações de bons arquivos a baixar do repositório distribuído KaZaA. O critério do que é ou não é um "bom" arquivo depende de cada um, naturalmente, de modo que qualquer indicação cabe na lista. Para assiná-la, basta enviar email em branco para <kzbr-subscribe@yahoogrupos.com.br>. Se a leitora encontrou um arquivo que lhe agradou, avise ao grupo, pois ele pode interessar a mais alguém. Da mesma forma, se quiser boas recomendações, apareça por lá e dê uma olhadela nas mensagens. Para cada arquivo recomendado, é importante que se informe: filename completo, tamanho e alguns comentários informando do que se trata. Assim, outros poderão ir ao KaZaA e baixar o dito cujo, caso haja interesse. O lema da lista é produtividade, ou seja, fornecer subsídios para que os assinantes baixem o maior número possível de arquivos bacanas, enquanto existe essa sopa que é um repositório como o KaZaA. Em paralelo, alguns usuários bandalarga mantêm listas particulares de remessa, reunindo aficionados neste ou naquele tema, para os quais enviam direto arquivões gigantescos, geralmente vídeos ou músicas. Em alguns casos, manifesta-se nessas listas fechadas um problema que aflige muitos usuários de provedores que limitam o tamanho de mensagens via email. Há provedores de bandalarga, por exemplo, que adotam o irrisório limite de 5MB para cada mensagem individual. Outros, ainda mais defasados com relação às condições atuais, determinam 5MB como limite para a caixa postal inteira do cliente. É preciso que se adeqüem à nova realidade dos tamanhos de mensagens.


Se tudo correu bem, hoje os cariocas já estarão contando com mais um provedor de acesso ao Velox. É o BRTurbo.com, que apresenta como diferencial a disponibilidade de 1 Gigabyte de disco para cada usuário, espaço que pode ser usado para home page, vídeos, áudios, ou qualquer coisa que lhe dê na telha. Nas áreas atendidas pela Brasil Telecom (DF, GO, MS, PR, RS e SC), o BRTurbo oferece uma pechincha tão boa que dá vontade de a gente se mudar para esses estados. Além de o usuário pagar à empresa pelo acesso ADSL (R$ 59,00), ele paga apenas R$ 3,90 pelo provedor (veja quadro). É claro, isso só é possível porque a prestadora de serviços de telefonia é a mesma empresa que provê o acesso bandalarga. Durante a semana passada, houve um verdadeiro frenesi entre os internautas residentes em estados não-Brasil-Telecom, pois achavam que iriam pagar os mesmos R$ 3,90 que os felizardos pagam. Ledo engano. Como ainda está na fase de inauguração dos serviços para RJ e SP, para saber os preços finais, só mesmo indo ao site, ou ligando para 0800-6-444-000.


Quem tem domínio próprio e quer oferecer em sua página uma ferramenta de pesquisa poderosa e consagrada, com busca restrita aos arquivos de seu próprio site, pode contar com o novo SiteSearch do Google, em sua nova fase. A partir do acervo de mais de 1 bilhão de páginas varridas pelo Google, esta ferramenta separa o subconjunto que diz respeito exclusivamente a um certo domínio informado. Assim, o dono desse domínio pode exibir em sua página uma janela de busca focalizada do Google. Há também a opção de customizar o visual das telas de resultado, fazendo com que se aproximem da programação visual das páginas particulares de cada usuário. Além da opção grátis, são oferecidas modalidades pagas do serviço: Silver, Gold, University e Custom (veja quadro). É claro que a versão grátis é a mais procurada. Para usuários que sejam donos de apenas um ou mais diretórios dentro de um certo domínio, é possível especificar que a busca se processe apenas nesses diretórios, mas isso não está explicado no manual não. O SiteSearch foi adotado na busca dos textos já publicados aqui na coluna C@T.


O pessoal ainda não se habituou à nova forma com que os links são informados aqui na coluna. Em vez de gastar nosso tão precioso espaço com URLs gigantescas, será informado apenas UM endereço web ao final do texto, onde a leitora poderá encontrar todos os links referentes aos assuntos mencionados no texto e visitá-los à vontade. Nesta página, os links estarão normalmente sob a forma de hipertexto. Quando não for possível mostrá-los assim, serão listados ao final dos escritos. Para facilitar ainda mais sua vida, daqui para frente, o URL de cada coluna na web terá embutida a data de publicação da mesma. Assim, os links de hoje estão em <http://catalisando.com/infoetc/20011119.htm>. Note que o nome do arquivo é composto por 2001 (ano), 11 (mês) e dia (19). Moleza, não é?

[ Voltar para o índice de artigos de 2001 ]

[ O Globo | Informática Etc. | coluna mais recente | enviar email
página pessoal C@T
| assinar lista InfoEtc | assinar GoldenList do C@T ]


powered by FreeFind