O GLOBO - Informática Etc.
Carlos Alberto Teixeira
C@T

Momento de desespero

Artigo: 569

 Sua máquina se infectou e você quer ajuda... JÁ

Publicado em:  2003-06-09
Escrito em:  2003-06-05

 

Volta e meia recebo mensagem de gente desesperada dizendo que tá com a máquina infestada de vírus e não sabe o que fazer. Bem, o que tinha que ter feito antes para não se contaminar era manter um antivírus sempre atualizado rodando no seu sistema, além de não usar disquetes de procedência duvidosa, nem abrir qualquer atachado que lhe aparecesse pela frente. Mas já que a coisa ficou preta mesmo, o negócio é tentar consertar. Para isso, vamos voltar mais de dez anos no tempo, numa coluna que falava sobre o software F-Prot, do islandês Fridrik Skulason, o Frisk. De lá pra cá, muito programa antivírus apareceu e sumiu. Ficaram os grandes Norton, McAfee e outros, quase todos pagos. Mas para usuários domésticos, o bom e velho F-Prot do Frisk continua firme e forte -- e grátis -- com solução para Windows, Linux, BSD e DOS. Se a leitora não é muito íntima da máquina e dita cuja está contaminada, aqui vai o passo-a-passo.

Pra começar, separe três disquetes novos e formatados. Além disso, você vai precisar ter o PKZIP, o WinZip, o WinRAR, ou algum outro software que possa abrir um compactado em formato zip. Em seguida, descubra como é que se chega ao "prompt" do MS-DOS em sua máquina. Se não achar nos menus do Windows, tente Iniciar / Executar (Start / Run) e digite "command", sem as aspas, clicando no OK depois.

Já tendo este cabedal de conhecimento, vá ao site <www.f-prot.com> e clique no botão "Download" lá em cima, o terceiro da esquerda para a direita. No "Download center", clique em "F-Prot Antivirus for DOS", o 6º item miúdo. A versão corrente é a 3.13a, lançada em 2003-05-03, mas vamos pegar o material mais recente, calma. Clique em "Download F-Prot Antivirus for DOS". O zip do F-Prot tem 1779KB. Extraia todos os arquivos dele num diretório em separado. No botão "Support", clique em DOS e veja o arquivo de perguntas e respostas (FAQ) específico para a versão MS-DOS. Clique na pergunta "Where can I manually download the virus definition files?" e baixe os dois arquivos indicados (1179 e 219 KB), pois são as definições mais atualizadas das macros (macro.def e macro.asc) e do executável (sign.def, sign.asc, sign2.def, sign2.asc), geralmente com no máximo um dia de atraso. Estes dois zips adicionais devem ser extraídos no mesmo diretório que você separou, sobrescrevendo os arquivos já existentes, que costumam ser mais velhos.

No FAQ também se encontra a dica para preparar os três disquetes de detecção e descontaminação. A partir do diretório em que você expandiu o zip e as definições, copie para o primeiro disquete os arquivos f-prot.exe (375KB), english.tx0 (19KB) e macro.def (465KB). Copie para o segundo disquete o arquivo sign.def (1056KB) e no terceiro disquete jogue o sign2.def (711KB). Identifique os disquetes com os números 1, 2 e 3 e proteja-os contra gravação. Se não sabe como fazê-lo, veja que num dos cantos do disquete há um orifício quase quadrado com uns 4 milímetros no plástico. Do outro lado, há como se fosse um pequeno interruptor que esconde orifício semelhante. Abra-o e terá protegido seu disquete contra gravação.

Insira o disquete 1 no drive, que pressuponho ser o "A:". Vá para o MS-DOS, onde todo comando digitado deve ser seguido pela tecla Enter. Digite o comando "A:" e depois "f-prot /loaddef" sem aspas. O programa demora uns 30 segundos e vai gerar ruídos no seu drive -- é normal. Depois vai pedir para você inserir o disquete 2, o que tem o arquivo sign.def. Insira e tecle Enter. Novo período de clic-cloc no drive, paciência. Se receber uma mensagem "Disk error!" é porque seu disquete está bichado. Regrave-o e comece o procedimento a partir da inserção do disco 1. De resto, continue atendendo às trocas de disquete, até que vai se abrir a tela do F-Prot.

Se seu desespero for máximo, tecle logo Enter e ele começará imediatamente a fazer a varredura antivírus. Mas se tiver um pouco de calma, navegue na tela usando a tecla <Tab> (a que fica acima da tecla Fixa/Lock) e as teclas das setas. Selecione com Enter e cancele com <Esc>. Dentro do tópico principal "SCAN", no item "Search", é melhor deixar como está, em "Local hard disks". No item "Action" você tem sete opções: (1) pode apenas reportar erros, (2) desinfetar perguntando antes, (3) desinfetar automaticamente, (4) apagar arquivos contaminados perguntando antes, (5) apagá-los automaticamente, (6) renomeá-los perguntando antes ou (7) renomeá-los automaticamente. Escolha a opção de acordo com seu grau de urgência. Tente (3), senão (5). Na opção "Files" temos: (1) varrer extensões tipicamente contamináveis, (2) tentar identificar arquivos e (3) varrer tudo, burramente. Fique com a (2). Depois de escolher suas opções, vá até o "START" e dê Enter. Nova tela azul se abrirá e agora é ter paciência para deixar o bicho perscrutar seus discos rígidos em busca de contágios. Demora mesmo.

Depois de tudo, com a máquina limpa, tenho certeza que a leitora vai tomar vergonha e caprichar no antivírus. E já que foi o F-Prot que a salvou dessa encrenca, que tal comprar direto com o próprio Frisk a versão completa do software para Windows? Vai que é uma boa.


E já que o tema é vírus, sabiam que a Universidade de Calgary, no Canadá, abriu um curso para quem quiser escrever vírus? A comunidade ficou bem zangada com essa iniciativa. O próprio Frisk soltou os cachorros numa carta aberta no site do F-Prot contra a maligna decisão calgariana, em que termina dizendo: "Shame on you!".


Todos os links relativos aos tópicos de hoje estão no endereço <http://catalisando.com/infoetc/20030609.htm>


Dicas de leitores, às quais agradeço de coração:

----- Original Message ----- 
From: Marcus Vinicius Neves
To: cat@oglobo.com.br 
Sent: Monday, June 09, 2003 1:23 PM
Subject: Software de anti-virus

Cat, 

Eu fui durante anos usuário do F-PROT para DOS. Até ainda hoje tenho em disquete, para salvar amigos perdidos (ou quase :-). Entretanto, para Windows, atualmente recomendo o, também gratuito, GriSoft AVG Antivirus. Vale a pena experimentá-lo! Baixe-o em <http://www.grisoft.com>. 

Grande abraço! 

Marcus Vinicius Neves
Gerente de Projetos - GPS Tecnologia Ltda.
Tel: +55-21-3221-9300 - Fax: +55-21-3221-9324
Av. Pres. Vargas, 509 - 2º, 6º e 7º andares - Rio de Janeiro - RJ - 20071-003


----- Original Message ----- 
From: "Guilherme R Basilio"
To: "Carlos Alberto Teixeira"
Sent: Monday, June 09, 2003 5:41 PM
Subject: Momento de desespero

>O GLOBO
>Carlos Alberto Teixeira
>Momento de desespero

Oi, CAT.

O F-Prot é bom, mas pergunto:

Infectado (ou suspeitando estar) não é mais simples e prático usar os 
serviços de dedetização online?

P.ex., Symantec
<http://security.symantec.com/ssc/lunavbrk.asp?scantype=2&langid=br&venid=sym&plfid=22&pkj=AYQGZBZTVOGXFSTZHSZ>

ou Panda
<http://www.pandasoftware.es/activescan/activescan-com.asp>

Para uso diário, em instalação doméstica, por que não a versão grátis do 
Grisoft AVG <http://www.grisoft.com> ?

Abçs.
g.

Guilherme R Basilio
Rio de Janeiro, Brazil

[ Voltar para o índice de 2003 ]

[ O Globo | Informática Etc. | coluna mais recente | enviar email
página pessoal C@T
| assinar lista InfoEtc | assinar GoldenList do C@T ]


powered by FreeFind