HostNet -- nesse provedor eu confio.

O GLOBO - Informática Etc.
Carlos Alberto Teixeira

Globo Online, onde você fica sabendo das coisas.

Artigo: 627 / Publicação: 2005-08-29

IMPACTOS AMBIENTAIS E SKYPEWEB

Ilustração: Cruz, mestre dos mestres.

Clique na ilustração
para ampliá-la

Num futuro próximo, qualquer aparelhinho eletrônico terá inteligência embutida. A tendência é clara: chips processadores estão cada vez mais baratos, de modo que integrá-los a dispositivos tradicionalmente "burros" vem se mostrando cada vez mais viável. Mas a pergunta que fica no ar é a seguinte – será que os benefícios do uso dos chips realmente superam os custos associados à sua produção? É uma questão complicada, infelizmente ainda sem resposta.

Um dos pesquisadores atentos a esta material é Carlos Eduardo Lessa Brandão, doutorando em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia pela COPPE/UFRJ. Segundo ele, o crescimento na área de tecnologia da informação traz consigo uma série de efeitos ambientais negativos. É como uma balança, cujo ponto de equilíbrio é difícil de alcançar. De um lado, a TI oferece um apoio considerável à gestão ambiental, já que as conseqüentes mudanças sociais e de negócios permitem uma atuação mais eficiente nos pontos de vista econômico e ambiental. O comércio eletrônico é um exemplo típico disso.

Do outro lado, porém, a TI estimula o consumo global por incrementar o crescimento econômico, reduzindo os preços para o consumidor final e aumentando a febre do consumo.

Consideremos o microchip, que é o produto mais organizado produzido em escala. Tudo que é utilizado no seu processo de produção precisa ser extremamente puro e o ambiente das instalações para fabricação tem que ser meticulosamente controlado para se manter a pureza. A produção de microchips ilustra a questão de quanto impacto ambiental adicional é necessário para se produzir materiais e produtos de alta tecnologia. Analisando friamente, porém, quanto tempo dura um chip, qual sua vida útil? O impacto ambiental para produzí-lo vale realmente a pena?

Lessa aponta um projeto da Universidade das Nações Unidas em que se estudou o uso de energia, produtos químicos e água na cadeia de processos indutriais para a produção de um chip de 32MB DRAM. Dentre outros insumos, são necessários 3200 gramas de água, 1600 gramas de combustíveis fósseis e 72 gramas de produtos químicos para produzir um chip de apenas 2 gramas. Ou seja, o consumo de combustíveis fósseis, por exemplo, representa centenas de vezes a massa do chip. Só para termos uma referência comparativa, a produção de um automóvel necessita em torno de uma a duas vezes a sua massa em combustíveis fósseis. Uma lata de aluminio, quarto a cinco vezes.

Vejamos até quando a corda estica antes de romper.


Como resposta ao recente anúncio do promissor Google Talk, a Skype apressou-se em lançar duas novidades que supostamente a recolocam na vanguarda da modalidade VoIP doméstica. Com 51 milhões de usuários, 150 milhões de downloads e dois milhões de usuários pagantes, a Skype celebra seu segundo ano em atividade com o lançamento do SkypeWeb, um serviço que permite que outros internautas saibam se você está disponível ou não para falar via Skype, sejam eles usuários da ferramenta ou não. SkypeWeb amplia o alcance do Skype além da sua lista particular de contatos permitindo que outras pessoas lhe alcancem de qualquer site, blog, email ou qualquer outro meio que "fale" HTML. Para experimentar o SkypeWeb é preciso enviar email para <skypeweb@skype.com>, pois o recurso ainda está em teste. Na próximas semanas, parceiros da Skype anunciarão maneiras rápidas e fáceis de implementar a solução.

A outra novidade é o lançamento da SkypeNet API, um conjunto de ferramentas e serviços para programadores visando ao desenvolvimento de aplicações que permitirão a usuários usando outras ferramentas de "instant messaging" conversarem com skypeiros. A idéia é disseminar ainda mais o uso do Skype. Para participar dos primeiros testes é preciso enviar email para <skypenet@skype.com>.

Estimativas não oficiais dão conta de que o Skype engole cerca de 45% de todo o tráfego VoIP nos Estados Unidos.

Correndo por fora, bem mais devagarinho, segue o francês OpenWengo <www.openwengo.com>, uma versão opensource similar ao Skype que, de lambuja, oferece video.


Olho vivo num dos maiores fenômenos nacionais dentre os sites técnicos de informática. O Fórum PCs <www.forumpcs.com.br> vem apresentando crescimento consistente de 15% ao mês em número de usuários. E mais, sabe quem também vai escrever para o site? Ninguém menos que a nossa musa do Caderninho, a famosa Elis Monteiro.


Desdobramentos...

----- Original Message -----
From: "Armando Antonio de Brito Neto" <armando@lei.adv.br>
To: <cat@oglobo.com.br>
Sent: Tuesday, August 30, 2005 2:20 AM
Subject: Meio ambiente é coisa nossa

Prezado amigo Carlos Alberto Teixeira,

Sou profissional de meio ambiente e posso lhe assegurar que os dados apresentados pelo respeitável Dr. Carlos Eduardo Lessa Brandão - examinados isoladamente - não tem nenhum significado.

Para examinarmos o impacto de um produto sobre o meio ambiente não podemos e não devemos analisar apenas o consumo de matéria prima e energia durante o processo de produção, é preciso examinar, também, outros fatores. Especialmente o consumo de matéria prima e energia durante a vida útil do equipamento.

Para ficar nos exemplos apresentados.

Depois que você receber seu chip nunca mais gastará uma gota de água com ele, ao contrário, vai fazer de tudo para que ele não tome um banho. Depois que seu chip estiver com você consumirá energia equivalente a uma pequena lâmpada elétrica.

O seu automóvel, no entanto, receberá - permanentemente - generosos suprimentos de água no radiador, água no reservatório para a lavagem do vidro dianteiro e água para lavagem completa da carroceria, será banhado inúmeras vezes, gratuitamente, como recompensa dos postos para cada vez que você consumir energia e recolocar um pouco mais de combustível, em resumo: consumirá milhares de vezes mais água e combustível do que um computador.

O consumo de matéria prima e energia de um automóvel com relação a um chip, considerando sua vida útil, é maior qualquer que seja o critério adotado. É maior proporcionalmente ao peso, é maior se for considerado o consumo total de matéria prima e de energia de todos os automóveis do mundo comparados a todos os chips do mundo, enfim, é maior tanto em números absolutos quanto em valores proporcionais.

E são exatamente os chips embarcados nos automóveis mais modernos que os tornam mais moderados no consumo de combustível, aliás os chips são os maiores responsáveis pelo desenvolvimento de projetos de hipercríticos, ou seja, de projetos que aproveitam de maneira MUITO MAIS EFICIENTE os recursos ambientais e energéticos.

Prezado Carlos, comparar o consumo de matéria prima e energia de chips com carros ou com quaisquer outros produtos para se tirar disto alguma conclusão ou juízo de valor é uma bobagem.

Os chips expandem a nossa capacidade de pensar e de melhorar o mundo e, conseqüentemente, resultam em aumentar a nossa capacidade de fazer cada vez mais com menos. Os chips não são consumidos diretamente, eles apenas estão se popularizando e fazendo parte de um número cada vez maior de produtos que, exatamente devido a presença dos chips, se tornam cada vez mais eficientes, econômica e ecologicamente falando.

A corda não vai arrebentar pelo uso abusivo dos chips.

Mesmo assim qualquer estudo neste sentido é bom, chato é tirar conclusões apressadas, como dizem os americanos: "não existe almoço grátis" tudo tem um custo, tudo - rigorosamente tudo- tem um custo ambiental, NADA é gratuito. O que temos que fazer é o balanço das relações custo x benefício compreendendo desde a produção até o destino final dos produtos que deixam de ser usados (descomissionamento) passando - é claro - pelo desempenho ambiental durante a vida útil e a disposição final dos equipamentos.

Um abraço do seu grande admirador,

Armando de Brito


 

 

[ Voltar para índice 2005 ]

[ O Globo | Informática Etc. | coluna mais recente | enviar email
página pessoal C@T
| assinar lista InfoEtc | assinar GoldenList do C@T ]


powered by FreeFind