Se o HostNet é o seu provedor internet, sua tranqüilidade está garantida.

O GLOBO - Informática Etc.
Carlos Alberto Teixeira

Globo Online, onde você fica sabendo das coisas.

Artigo: 635 / Publicação: 2005-12-19

PERGUNTE AO YAHOO!

Ilustração do meu amigo Cruz, o mestre dos mestres.

Clique na ilustração
para ampliá-la

Imagino que a leitora já conheça o Google Answers, uma das pérolas do Google ainda pouco usada pela comunidade online, especialmente aqui no Brasil, dada a barreira idiomática. Neste site, cerca de 500 pesquisadores no mundo inteiro respondem às perguntas de internautas de qualquer procedência. Mas isso custa dinheiro. Para perguntar, você paga de cara US$ 0,50 como taxa fixa e você mesma estipula quanto pagará a quem lhe responder, um valor entre US$ 2,00 e US$ 200,00.

Como resposta a mais esta googlice, foi lançado há poucas semanas o Yahoo Answers, ainda em beta. A abordagem é parecida com a da ferramenta que o Google e outros antes dele já ofereciam. A grande sacada do Yahoo foi o fato de os respondedores não necessariamente receberem grana por suas respostas. A motivação de quem responde costuma ser simplesmente dar uma mãozinha a um desconhecido, o que tende a transformar a experiência em algo divertido, tanto para quem pergunta quanto para quem responde. Há, no entanto, o alto risco de ruído em excesso, o que poderá comprometer a brincadeira toda. O Yahoo inova ao adotar um sistema de pontuação e de níveis, em que perguntar e responder vai dando créditos aos usuários, permitindo que um respondedor possa, ao longo do tempo, ir formando sua reputação através do seu nível e do número de pontos que acumulou.

Além disso, através de um gancho para o sistema YPN (Yahoo! Publisher Network), existe a opção de ser um respondedor pago no Yahoo Answers, restrita por ora a usuários angloparlantes e residentes nos Estados Unidos. Está prevista para 2006 a expansão do serviço para outros idiomas além do inglês.

O Yahoo Answers, pelas características mais abertas que tem, favorece a formação de comunidades e vínculos soltos entre os participantes. É uma estrutura mais leve. A gratuidade do novo serviço do Yahoo induz estas comunidades a serem menos sérias e, conseqüentemente, têm surgido um monte de perguntinhas bobocas, em geral, feitas à guisa de teste e suscitando respostas igualmente estéreis. Porém, como tudo ainda é novidade, as pessoas estão apenas sondando o ambiente, é natural.

Se as comunidades do Yahoo Answers adquirirão força, isso ainda não se sabe. Por estar em beta, a cara final e as funcionalidades do site certamente serão bem diferentes das de hoje. Só o tempo vai dizer em que patamar o sistema de perguntas e respostas do Yahoo se estabilizará e se o serviço sofrerá ou não corrosão fatal em função do excesso de informações, de um número indesejável de respostas sem lastro e, sobretudo, do inevitável spam que sobrevirá. Outras pedras no caminho poderão ser os usuários mala-sem-alça, golpes fraudulentos embutidos em perguntas e resposta, e uso indevido como ferramenta de marketing e vendas.

No geral, a evolução destes serviços online de perguntas e respostas, pagos ou não, costuma ser meio lenta. A variedade de opções, a quantidade de novidades e a própria natureza humana faz com que as pessoas não se joguem de cabeça em algo que está ainda em fase experimental. No entanto, quando a moda pega pra valer (se pegar), aí sim, a afluência se torna gigantesca.

Um dos mais antigos e bem conceituados serviços grátis de perguntas e respostas online é o Wondir, criado em 2002 por Matthew Koll, à frente de uma fundação sem fins lucrativos. O sistema ficou três anos em fase de testes e foi oficialmente lançado só em abril de 2005.

Segundo Gary Price, autor do ótimo blog SearchEngineWatch, tem havido um grande movimento nas bibliotecas de todo o mundo conhecido como "referência virtual". São serviços gratuitos de bate-papo online com bibliotecários treinados em pesquisa e que têm acesso a livros e bancos de dados que não necessariamente estão disponíveis na web. As conversas se dão por mensagens instantâneas ou mesmo através de telefone convencional ou VoIP (voz-sobre-IP). Serviços como o AskA, por exemplo, oferecem um impressionante leque de opções de assuntos.

Agradeço aos amigos Marcelo Pinheiro (Calgary, Canadá), que me deu o toque do Yahoo Answers, e Marco Paganini (Flórida, EUA), que com muita propriedade lembrou que lá pelos idos de 1989 um serviço muito famoso era (ainda é) o "The Usenet Oracle", que mais tarde virou "The Internet Oracle", um oráculo virtual que responde gratuitamente às mais diversas questões.

Termino lembrando à leitora que, quando se fala em perguntas e respostas, o grande ícone é Cecil Adams, colunista do jornal Chicago Reader, que em 1973 lançou o Straight Dope, hoje site famoso, interessante, respeitadíssimo e super divertido. Segundo a lenda, Cecil é o ser humano mais inteligente do mundo, assim considerado porque, segundo ele próprio, tudo sabe e nunca erra. Afirma o gajo também que, antigamente, só tinha um defeito: era presunçoso. Hoje não mais -- é perfeito.


* Os links de hoje estão em http://catalisando.com/infoetc/20051219.htm

[ Voltar para índice 2005 ]

[ O Globo | Informática Etc. | coluna mais recente | enviar email
página pessoal C@T
| assinar lista InfoEtc | assinar GoldenList do C@T ]


powered by FreeFind