O GLOBO - Informática Etc.
Carlos Alberto Teixeira - C@T

Selo será coisa de museu

Artigo: 537

Uso de email supera correio tradicional

Publicado em:  2002-03-18
Escrito em:  2002-03-12

 

Pesquisa realizada na Inglaterra pela NetValue revelou que, naquele país, o correio eletrônico já ultrapassou em tráfego o Royal Mail, o correio convencional. Em janeiro passado, 550 milhões de emails foram enviados e recebidos, cerca de 300 milhões a mais do que o tráfego doméstico suprido pelo Royal Mail. Apesar de estar disponível ao público somente a partir de 1995, o email já superou em poucos anos as marcas de séculos de serviços domésticos de correio tradicional.

Nessa ânsia por comunicações instantâneas, estima-se que 13 milhões de ingleses usem email regularmente em casa, tendo cada um enviado uma média de 12,3 mensagens e recebido 39,1 durante o mês de dezembro passado. O frenesi do correio eletrônico Inglaterra é maior do que na França, que por sua vez é maior do que na Alemanha, comparando os três líderes europeus em tráfego de correio eletrônico.

Segundo o site Ananova, a porta-voz da Royal Mail não deixou barato não. Disse ela que o correio tradicional e o email são usados para finalidades bem distintas. Mesmo com o impressionante aumento no uso de email, o mercado das cartas convencionais ainda está crescendo anualmente na faixa de 3%. O argumento dela é que emails são freqüentemente usados para enviar bilhetes e piadinhas entre empresas e lares, ou seja, um uso que nunca seria dado às cartas normais. Terminou dizendo que não é justo comparar assim grosseiramente números crus. Tá na cara: a moça se zangou.


Freck, apelido de Paul Morgan, é o responsável por um dos sites mais inquietantes do pedaço, o Cut-Off-My-Feet (corte fora meus pés). Natural de Biloxi, Mississippi, ele tem 33 anos e sofreu um acidente em 1986 que o deixou parcialmente paralítico. Para receber próteses de modo a poder andar satisfatoriamente ele precisaria amputar os dois pés, que estão completamente paralisados e inúteis. Apesar de ter plano de assistência de saúde, seu contrato não cobre próteses nem amputações. Uma vez que é um procedimento caro e ele não tem grana para fazer a operação, teve a idéia de preparar um show via internet e cobrar entradas de modo a arrecadar fundos para prosseguir em seu tratamento. Seu plano é autoamputar-se diante de webcâmeras usando uma guilhotina especial. O site do cidadão é cheio de explicações e pequenos vídeos com depoimentos seus e de seu irmão Jamie em formato MOV (QuickTime). Ele fala do assunto com surpreendente naturalidade mas, no entanto, em nenhum dos vídeos ele passa lá muita credibilidade, tanto que já é crença quase geral de que se trata de mais um hoax, pelo menos até que alguém consiga provar que a história é verdadeira.

Freck rebate as acusações de fraude e faz questão de frisar que não é maluco. Contudo, depõem contra si os sucessivos adiamentos do evento. Inicialmente, a data estipulada foi a de 31 de outubro de 2001, depois passou para 31 de novembro e, mais recentemente, ficou acertado que seria em 5 de janeiro de 2002. Alega Freck que as posposições foram culpa de advogados que repetidamente o impediram de lograr seu intento, lançando mão das mais diversas artimanhas jurídicas imagináveis. Freck estima que cerca de 200 mil pessoas irão pagar para assistir ao bizarro acontecimento. Preocupado com a carga brutal de tráfego nos servidores que irão transmitir as cenas, disse ele que irá tomar as devidas providências técnicas e que não deixará furo.

Antecipando as emoções da intervenção, Freck apresenta no site os planos de construção da guilhotina, que será feita por ele mesmo. Assegura também que não correrá risco de vida, pois haverá médicos acompanhando de perto todo o procedimento.

Há quem acredite que esse cara é um sujeito bem criativo, possuidor de um poderosíssimo senso de humor negro, mas que preparou um dos hoaxes mais esquisitos e bem elaborados na história da rede, especialmente porque até agora ninguém conseguiu provar inequivocamente nem que seja mentira, nem que seja verdade. Se for mentira, então Freck é um ótimo inventor de histórias. Se for verdade, então ele é um sujeito bem incomum, determinado e corajoso, merecendo até ganhar esta grana de que diz tanto precisar. Qual a sua opinião? Mande email para cá até o fim deste mês dizendo o que pensa.

PS: Agradeço ao Daher <frdaher@ig.com.br> pela dica.


Os hiperlinks da coluna de hoje encontram-se em <http://catalisando.com/infoetc/20020318.htm>.

[ Voltar para o índice de 2002 ]

[ O Globo | Informática Etc. | coluna mais recente | enviar email
página pessoal C@T
| assinar lista InfoEtc | assinar GoldenList do C@T ]


powered by FreeFind