O GLOBO - Informática Etc. - Carlos Alberto Teixeira
Artigo: Blob - Escrito em: 1998-12-10 - Publicado em: 1998-12-14


Nossos brasileiros são mais espertos com os cubos


Já são cinco os Blob-gurus, quatro deles de Minas

C@T, autor do artigoQuem leu o artigo de primeira página publicado na edição do dia 16 de fevereiro deste ano, aqui no caderninho, sabe que os SpaceCubes <www.spacecubes.com> são um quebra-cabeça real em três dimensões, que pode ser visualizado na Web através de modelos VRML (Virtual Reality Modelling Language).

Inventados por David Brown <davebr@spacecubes.com>, um Unix wizard atualmente vivendo na Suíça, os cubos podem ser montados uns dentro dos outros, formando intrincadas estruturas, sendo que a mais complexa delas se chama The Blob (A Bolha).

Primeiramente, questionava-se se The Blob era possível de ser montada ou não. A partir do momento em que alguém conseguiu fazê-la, iniciou-se uma corrida visando a baixar o recorde de tempo de construção. Por ocasião da publicação do primeiro artigo no Brasil sobre o assunto, apenas duas criaturas tinham conseguido realizar a proeza. Na época, o tempo recorde era de 59 segundos, marca oficial obtida por um inglês.

Começou então um silencioso esforço aqui no Brasil para montar The Blob. O primeiro herói foi João Galdino Mello de Souza <www.dcc.ufmg.br/~galdino>. Depois vieram Rafael Guilherme Rodrigues da Silva <www.dcc.ufmg.br/~rafael/space-cubes.html> e Thiago Turchetti Maia <http://www.dcc.ufmg.br/~thiagotm/blob/index.html>. Os três rapazes são do departamento de computação da Universidade Federal de Minas Gerais.

Mais tarde, um outro herói nacional apareceu, o Érico Falcão Bittencourt Argolo <ericofalcao@montreal.com.br>, evocando um feito que teria sido anterior ao do João. Mas ainda há controvérsias quanto a quem foi o primeiro blobista brasileiro.

As vitórias brasileiras não páram por aí. O Rafael bateu o recorde mundial, reduzindo o tempo da Blob para 41,1 segundos. Uma façanha memorável, convenhamos, devidamente documentada em vídeo MPEG.

Outro notável personagem da comunidade brasileira dos SpaceCubes é o simpático Blob-guru de 85 anos de idade, o senhor Mário Gomes de Andrade, por enquanto sem e-mail em casa.

Nascido em 1913 no interior de Pernambuco, "seu" Mário é um engenheiro civil (formado em Pernambuco) e sanitarista (na Carolina do Norte, nos EUA) aposentado, que conseguiu montar The Blob após três meses de tenazes esforços. Hoje, é capaz de construir essa difícil estrutura em cinco minutos. 

Muito interessado em informática, ele adora ler artigos relacionados à tecnologia. Humildemente, confessa que bóia em alguns assuntos, mas consegue pescar o que ele chama de "a cultura" dos temas tratados. Graças a um parente, conseguiu comprar os cubos via Internet e recebeu-os em casa em 20 dias.

Com tempo sobrando, ele meteu-se a montar o puzzle e rapidamente completou o Link, a Chain e o Knot, etapas anteriores à Blob, no que tange à complexidade. Quando finalmente obteve The Blob, seu parente Cláudio Lima <claudio_lima@cxpostal.com> ficou enlouquecido, pegou uma câmera e fotografou o hábil vitorioso com os cubinhos montados na mão. A foto hoje consta até da página do Hall of Fame dos SpaceCubes.

pieces_cubes_chain[1].jpg (9436 bytes)Segundo seu Mário, montar a Blob exige que cada dedo da mão esquerda tenha uma função bem definida na sustentação das peças. Os da direita também são muito exigidos, naturalmente. Ele tem duas Blobs montadas em casa e convidou-me a assistir a uma montagem ao vivo, garantindo que, com as dicas que me dará, eu também conseguirei. Vamos ver. Enquanto estava na fase das tentativas, seu Mário usou o modelo VRML disponível na página Web para visualizar detalhes geométricos da construção.

Rafael bateu o recorde mundialDavid Brown não pára de bolar novos desafios e preparou o modelo VRML de uma estrutura ainda mais complexa que a Blob: um hipercubo com um outro cubo dentro. Até agora ninguém conseguiu construir esse Hypercube-Inside. O Rafael e o resto dos mestres já estão tentando, veremos quem consegue antes.  [1998-12-12 - 12:07h: Seu Mário acabou de me ligar dizendo que já está atacando arduamente o Hypercube-Inside]

Seja como for, os idealizadores dos SpaceCubes estão pasmos com a performance dos brasileiros. Questionam até, em sua página na Internet, se não existiria algum fenômeno estranho afetando nossos conterrâneos, fazendo com que sejam tão feras na arte de construir estruturas com os cubos. Em tom de brincadeira, levantaram também a hipótese de que sejamos de outro planeta...

 


Importante!!! A Hyper-Blob é possível. Leia!


[ Voltar ]